Dia Nacional de Adotar um Animal (4 de outubro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1304

Próxima Celebração "Dia Nacional de Adotar um Animal": Quinta-Feira, 4 de Outubro de 2018, : daqui 348 dias, 07:41:15-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 4 minutos.

O Dia Nacional de Adotar um Animal em 4 de outubro de cada ano, é uma comemoração extraoficial de brasileiros desde 2000, que está relacionada com o "Dia de São francisco de Assis", um Santo católico venerado como protetor dos animais e da Natureza, e que foi idealizada pela Jornalista, administradora de empresas, economista e ambientalista brasileira, Vininha F. Carvalho, enquanto ativista defensora dos animais e presidente da Fundação Animal Livre.

Essa data comemorativa normalmente é celebrada com o apoio de veterinários, ambientalistas, biólogos, jornalistas, professores, empresários, e de muitas pessoas que se preocupam com o bem estar dos animais.

Nos tempos modernos, as pessoas têm tentado identificar e promover os direitos dos animais, pelo menos desde o século 18, e a falta de sucesso na formação de acordos internacionais vinculativos sobre os direitos dos animais jamais poderá ser creditada à falta de tentativas.
Um dos primeiros escritores modernos a abordar o bem-estar e os direitos dos animais é o escritor inglês, John Lawrence, que publicou um livro em 1796, um tratado filosófico e prático sobre cavalos, e sobre os deveres morais do homem para a criação bruta, contendo um relato detalhado sobre equitação e os cavalos.
Nesse seu livro, John Lawrence incluiu um capítulo sobre o Direito dos Animais , no qual ele implorava aos homens para que tratassem os animais com bondade e com consideração e sensatez, porque segundo Lawrence, eles são racionais e têm alma. Lawrence argumentava ainda em seu livro, que os animais têm direitos, um direito básico de cuidados, o que deve ser aprovado pelo Estado. Ele narra a crueldade desenfreada vista ao seu redor - cavalos debulhados com açoites, gado com línguas cortadas e ovelhas com os pés cortados [todos vivos] - e diz:
"Proponho, portanto, que os direitos dos animais sejam formalmente reconhecidos pelo Estado, e que a lei seja aplicada em cima desse princípio, para guardar e proteger os animais de atos desenfreados de flagrante crueldade, cometidos por seus proprietários ou por terceiros".
Lawrence também defendia a ideia de que o Estado deve promulgar leis para proteger os animais durante o transporte e o abate, numa antecipação da "Lei de Martin", que foi proposta pelo político britânico nascido na irlanda, Richard Martin, e que é tida como a 1ª lei de um estado para dar uma medida de proteção aos animais domésticos, tendo sido aprovada pelo Parlamento inglês dos Comuns em 1822.
John Lawrence declarou também que a crueldade deliberada e a vivissecção, deviam ser banidas, além de ele ter se oposto a tração animal. No entanto, ele foi favorável a morte de animais por esporte - desde que esses animais fossem posteriormente comidos. Ele também apoiou a caça à raposa, na crença de que as raposas eram animais nocivos, e como predadores, mereciam por sua vez, serem caçados e mortos. Talvez, a aquisição de uma pequena fazenda, e seu interesse em aves de capoeira possa ter influenciado a atitude de Lawrence para com a caça de animais.
Mas aquele que é considerado como o 1º livro sobre os direitos dos animais foi publicado em 1892 pelo reformador social, ativista de defesa dos direitos de animais, escritor e professor britânico, além de fundador da Liga Humanitária ou "Humanitarian League", Henry Stephens Salt.
O século XX viu surgir uma série de declarações internacionais, com o fim de apoiar e garantir os direitos dos animais. Talvez a mais importante dessas iniciativas tenha sido o anúncio da "Declaração Universal dos Direitos dos Animais" ou "Universal Declaration of Animal rights".

A referida Declaração teria por base um texto elaborado pelo cientista belga do Instituto Internacional de Biologia Humana ou "International Institute of Human Biology" então radicado na França, Georges Heuse, e teria sido aprovada num Encontro Internacional sobre Direitos dos Animais ou "International Meeting on Animal Rights", realizado de

  • 21 a
  • 23 de setembro"] de 1977 na cidade e capital inglesa de Londres pela Liga Internacional dos Direitos dos Animais ou "International League of Animal Rights" [atual Fundação para os Direitos dos Animais, Ética e Ciência ou "Fondation Droit Animal, Ethique et Sciences"] e seus afiliados.
  • A partir disso, hà quem acredite que a UNESCO [Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura ou "United Nations Educational, Scientific and Cultural Organisation"] tenha proclamado essa "Declaração Universal dos Direitos dos Animais" em 27 de janeiro de 1978, a partir da cidade e capital belga de Bruxelas.
    Porém, segundo alguns sites, na verdade esse texto não foi ratificado pela UNESCO, mas apenas foi proclamado pela própria liga acima citada em

  • 15 de outubro"] de 1978, durante uma reunião realizada num edifício da UNESCO na cidade e capital francesa de Paris, inclusive com uma referência no jornal "The Times de 17 de outubro de 1978". No entanto, essa declaração minguou e desapareceu antes que pudesse ter atingido níveis significativos de acordo internacional.
  • Mais recentemente, várias organizações de defesa de animais lutam por uma "Declaração Universal de Bem-Estar Animal" ou "Universal Declaration on Animal Welfare",que foi concebida pela Organização Não-Governamental da Inglaterra, Proteção Mundial de Animais ou "World Animal Protection", e que conta principalmente com o apoio da ASPCA [Sociedade Norte-Americana para a Prevenção da Crueldade contra Animais ou "American Society for the Prevention of Cruelty to Animals"], Compaixão Mundial para a Agricultura ou "Compassion in World Farming", RSPCA [Sociedade Real para a Prevenção da Crueldade contra Animais ou "Royal Society for the Prevention of Cruelty to Animals" e HSUS [Sociedade Humana dos Estados Unidos da América ou "Humane Society of the United States"], além de ter sido apoiada por alguns países, e em 2007 pela OIE [Organização Mundial para a Saúde Animal ou "World Organisation for Animal Health"].

    Fontes consultadas:

    1. ecoviagem.uol.com.br/…
    2. www.laht.com/…
    3. pt.wikipedia.org/…
    4. en.wikipedia.org/…
    5. muralanimal.blogspot.com.br/…
    6. archive.spectator.co.uk/…
    7. www.herenow4u.net/…

    Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

    Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1304

    RSS/XML