Dia Mundial do Lindy Hop ou "World Lindy Hop Day" (26 de maio)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1247

Próxima Celebração "Dia Mundial do Lindy Hop" ou "World Lindy Hop Day": Sábado, 26 de Maio de 2018, : daqui 94 dias, 19:04:40-03:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 5 minutos.

O Dia Mundial do Lindy Hop ou "World Lindy Hop Day" em 26 de maio de cada ano, é uma comemoração de amantes dessa dança surgida entre 1920 e 1930 no bairro do Harlem da cidade norte-americana de Nova York-EUA.

Essa data comemorativa tem por fim, marcar a data do aniversário do nascimento do dançarino , professor e coreógrafo norte-americano de lindy hop, Frankie Manning, que veio ao mundo em 26 de maio de 1914 na Flórida, tendo se mudado para o bairro do Harlem, quando ainda criança, para se converter mais tarde num dos principais criadores do Lindy Hop, e a pessoa mais influente na história da dança swing, além de ter sido primordial na divulgação desse estilo de dança, tanto nas décadas de 1930 e 1940, quanto durante o renascimento do Lindy Hop, a partir da década de 1980.
No início da década de 1930, Frankie era um regular no lendário Savoy Ballroom do Harlem. Enquanto parte do círculo íntimo de bailarinos de elite do Savoy, Frankie introduziu muitas inovações para o Lindy Hop, incluindo a etapa aérea e coreografias de conjuntos sincronizados. Suas ideias, quando analisadas nos dias de hoje, revolucionaram o Lindy, catapultando-o de apenas dança de salão, para passar a abrilhantar também o teatro e o cinema. Como chefe coreógrafo e bailarino principal para o sensacional "Whitey’s Lindy Hoppers", Frankie criou e dançou em cenas para vários filmes, incluindo sua obra-prima, "Hellzapoppin" [1941], além de haver se apresentado internacionalmente em teatros e casas noturnas com Duke Ellington, Cab Calloway, Ethel Waters, Billie Holiday, e muitos outros grandes nomes do jazz da era Swing.

Ainda quando o mestre era vivo, as celebrações anuais de aniversário de Manning já reuniam dançarinos e instrutores de todo o mundo. Seu aniversário de 80 anos, em 1994, foi comemorado por uma celebração de fim de semana em Nova York ; seus 85 anos culminaram numa festa com ingressos esgotados no "New York's Roseland Ballroom", onde um par de sapatos de dança foi colocado numa vitrine, juntamente com calçados de dançarinos como o ator, dançarino, cantor, coreógrafo e percussionista estadunidense, Fred Astaire . NO seu 86º aniversário, uma grande festa de gala foi realizada na cidade e capital japonesa de Tóquio em sua homenagem, que incluiu até mesmo oficinas ministradas pelo próprio maestro; o clímax da festa contou com uma orquestra ao vivo. Manning preparou o balanço de uma enorme multidão de entusiastas pelo swing, tanto japoneses como expatriados estrangeiros, para esta ocasião memorável.
Cruzeiros dedicados foram organizados no seu 89º e 90º aniversário; nas suas danças de aniversário, Manning seguiu o seu costume de dançar com uma mulher para cada ano de sua vida, tendo dançado nesses 2 anos em parceria com 89 e 90 mulheres, respectivamente.
Antes de sua morte em 27 de abril de 2009, Manning vinha planejando comemorar seu 95º aniversário em maio de 2009, num evento especial de dança Lindy Hop no fim de semana do "Dia da Memória" ou "Memorial Day" na cidade de Nova York.
O evento, comumente referido como "Frankie Fest" ou "Frankie 95" transcorreu sem ele, mas em sua memória, tendo reunido dançarinos e instrutores de todo o mundo.
Em antecipação ao evento, grupos de dança de todo o globo postaram mais de 160 vídeos de performances locais do Shim Sham no YouTube, para uma linha da dança de swing longo associada com Manning, além de muitos vídeos de uma coreografia estilo Savoy, preparada especialmente para a comemoração do "Frankie 95" pelo famoso dançarino de swing e instrutor norte-americano de Lindy, Peter Strom.
No domingo do "Frankie 95", os participantes tentaram bater três recordes mundiais para o Guinness no Central Park, incluindo um para o maior número de pessoas a dançarem num só lugar e simultaneamente o Shim Sham.
A arrecadação dos 5 dias de comemoração do "Frankie 95" foi usada para criar a "Fundação Frankie Manning" ou "Frankie Manning Foundation".
Atualmente, o aniversário do Manning é uma data anual de celebração para os entusiastas do Lindy Hop e costuma reunir dançarinos e instrutores de todo o mundo. Eventos comemorativos como esse ajudaram a difundir o estilo de dança nas novas gerações pelo mundo.
O Lindy Hop é uma dança de origem afro-norte-americana, para ser dançada ao som de Swing Jazz, uma música surgida com as grandes orquestras chamadas "big bands", como Glenn Miller, Count Basie, Duke Elington, Chick Webb, entre muitas outras.
A dança originou-se entre os anos de 1920 e 1930 no Harlem, bairro negro da periferia da cidade norte-americana de Nova Iorque, como uma mistura de outras danças: o breakaway, o Charleston e o sapateado.
Na época, os dançarinos se juntavam para curtir, dançar e criar novos passos. Apesar de ser um tempo de segregação racial, brancos e negros podiam entrar e dançar juntos nos bailes, como no salão Savoy, o primeiro a ter essa integração.
Muito divertido e contagiante, atualmente o Lindy Hop é dançado no mundo inteiro: há eventos grandes de Lindy Hop em dezenas de países, alguns deles recebendo milhares de pessoas numa só ocasião. O Brasil vem entrando nesse cenário, a ponto de ter seu Festival e workshops por todo país.
O Lindy pode ser dançado a dois, sozinho [exemplo: Charleston, Jazz autêntico], em grupos nas rodas [as divertidas “jams“], e também em tempos variados, desde bem lento, até bem rápido.
O nome "lindy hop" surgiu daquele que é considerado como o 1º voo solo em avião e sem escalas, cruzando o Oceano Atlântico, que foi realizado entre 20 de maio e 21 de maio de 1927 pelo aviador norte-americano, Charles Lindbergh [Charles Augustus Lindbergh], pois as outras travessias transatlânticas pelo ar realizadas antes dele, sempre haviam envolvido mais de um piloto nas aeronaves. O avião usado por Lindbergh chamava-se "The Spirit of Saint Louis".
O voo de Lindbergh durou 33 horas e 31 minutos. O feito de Lindbergh fez com que ele fosse galardoado com o "Prêmio Orteig" de 25 mil dólares [em oferta desde 19 de maio de 1919 pelo hoteleiro novaiorquino, Raymond Orteig, ao 1º aviador aliado que voasse sem escalas de nova Iorque a Paris ou vice-versa].

Sua chegada na cidade e capital francesa de Paris foi triunfal. E a comemoração quase acabou em tragédia. Recebido calorosamente pelos parisienses, o piloto quase foi sufocado pela multidão que se aglomerava para cumprimentá-lo. No seu país, seu feito teve tanto êxito e repercussão, que Lindbergh tornou-se imediatamente herói nacional nos Estados Unidos da América. Devido à coincidência com o surgimento dos primeiros movimentos da crazy dance, esta foi batizada de lindy [de Lindbergh] e hop [salto ou pulo]. E foi do lindy hop, de sua enorme riqueza coreográfica, de seus loucos passos aéreos e solos que, mais tarde, a partir dos anos 1950, surgiram os mais diferentes estilos de rock and roll e swing, como o jive, o rock acrobático e outras variações.

Fontes consultadas:

  1. worldlindyhopday.com/…
  2. pt.wikipedia.org/…
  3. lindyhop.com.br/…
  4. en.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1247

RSS/XML