Dia Mundial do Hipnotismo ou "World Hypnotism Day" (4 de janeiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3535

Próxima Celebração "Dia Mundial do Hipnotismo" ou "World Hypnotism Day": Quinta-Feira, 4 de Janeiro de 2018, : daqui 72 dias, 14:34:26-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 4 minutos.

O Dia Mundial do Hipnotismo ou "World Hypnotism Day" em 4 de janeiro de cada ano, é uma comemoração internacional, que tem sido festejada desde 2005, a partir da idealização do hipnoterapeuta e hipnotizador profissional norte-americano, Tom Nicoli, com o apoio de profissionais de hipnose de uma variedade de grupos e organizações de hipnose, e que conta com vários eventos pelo mundo.

Ainda não me foi possível descobrir ao certo o porque da escolha de 4 de janeiro para a celebração dessa data comemorativa, mas apenas que ela objetiva promover a terapia pela Hipnose, quando profissionais de hipnotismo de todo o mundo juntam seus esforços, apresentando eventos gratuitos e de baixo custo em sua área, para promover o hipnotismo e ajudar o público em geral a tornar-se mais consciente sobre a hipnose e os benefícios que ela oferece a qualquer indivíduo que busque mudança pessoal através da autossugestão hipnótica.

Num dos artigos que li, constava que o dia festivo de 2006 foi dedicado em homenagem ao cirurgião irlandês, Jack Stanley Gibson, que nasceu em 3 de novembro de 1909, e que morreu em 2 de abril de 2005, tendo participado do 1º "Dia Mundial do Hipnotismo" em 2005, e sendo lembrado por ter defendido o uso de hipnose como alternativa a anestesia, não só através de sua prática cirúrgica em mais de 4 mil procedimentos sem o uso de qualquer anestesia química, mas também através de populares discos de vinil , livros e fitas de vídeo.

Para conhecimento, segundo a atual definição defendida pela APA) [Associação Norte-Americana de Psicologia ou "American Psychological Association"], Hipnose é um estado de consciência que envolve atenção focada e consciência periférica reduzida, caracterizado por uma maior capacidade de resposta à sugestão. É um estado mental (teorias de estado) ou um tipo de comportamento (teorias de não-estado) usualmente induzidos por um procedimento conhecido como indução hipnótica, o qual é geralmente composto de uma série de instruções preliminares e sugestões. O uso da hipnose com propósitos terapêuticos é conhecido como "hipnoterapia".

O termo "hipnose" [do grego hipnos = sono, combinado com o latim osis = ação ou processo], deve o seu nome ao médico e pesquisador britânico da hipnose científica, James Braid, que nasceu em fins do século XVIII, e que introduziu o termo, pois acreditou tratar-se o procedimento de hipnotizar de uma espécie de sono induzido: (Hipnos era também o nome do deus grego do sono). Quando tal equívoco foi reconhecido, o termo já estava consagrado, e permaneceu nos usos científico e popular.
Contudo, deve ficar claro que hipnose não é uma espécie ou forma de sono. Os dois estados são claramente distintos, e a tecnologia moderna pode comprová-lo de inúmeras formas, inclusive pelos achados eletroencefalográficos de ambos estados, que mostram ondas cerebrais de formas, frequências e padrões distintos para cada caso. O estado hipnótico é também chamado transe hipnótico.

Em seu tempo, James Esdaile utilizou, como cirurgião, o antes dele chamado "sonambulismo magnético" ou hipnoanalgesia, para realizar aproximadamente 3 mil cirurgias sem a necessidade de anestésicos químicos. Nestas cirurgias [todas devidamente catalogadas], estão incluídas até mesmo extração de apêndice, entre outros procedimentos, considerados de grande vulto até mesmo para nossos dias. Talvez o método de Esdaile não tenha tido maior projeção científica, porque, à mesma época, foram descobertos os anestésicos químicos [éter, clorofórmio e óxido nitroso], que passaram a fazer parte dos procedimentos médicos da nobreza europeia. Curioso é saber que os anestésicos químicos mataram muito mais pessoas que se imagina, dada à ignorância das reações ao procedimento. Tal, claro, nunca ocorreu com a hipnose.

Tudo começou com o médico, linguista, advogado e músico suábio ou alamano da Alemanha, Franz Anton Mesmer ou Friedrich Mesmer [mais conhecido por Franz Mesmer], que foi fundador da teoria do magnetismo animal, chamada Mesmerismo, pela qual era possível induzir a estados alterados de consciência, durante os quais era viável até mesmo a realização de cirurgias sob anestesia hipnótica, e que conseguia resultados espetaculares em muitos casos, nos quais os médicos convencionais de então não conseguiam ajudar. Este fato já havia enfurecido a comunidade médica que o forçou, nesta época, a sair da cidade e capital austríaca de Viena para a cidade e capital francesa de Paris.

Em 1780, a pedido do rei francês, Luis XVI, uma Comissão de Inquérito iniciou investigações para confirmar se existia mesmo um Magnetismo Animal. Entre os membros desa comissão estavam o pai da química moderna, Antoine Lavoisier, o cientista norte-americano, Benjamin Franklin, e um especialista em controle da dor, Joseph-Ignace Guillotin. Quando nenhuma evidência científica foi encontrada para explicar as curas promovidas por Franz Mesmer, elas foram proibidas e, devido às suas alegações parapsicológicas e outras consideradas pseudocientíficas, foi definido por alguns, como um charlatão. Mesmo assim, na cidade e capital inglesa de Londres, foi fundado o "Mesmeric Hospital", pela iniciativa do autor britânico prolífico e influente professor de medicina, John Elliotson, um discípulo de Mesmer nas aplicações do magnetismo animal, que sempre esteve na 'vanguarda' de seu tempo em sua profissão, como um dos primeiros a utilizar e promover o estetoscópio, e um dos primeiros na Grã-Bretanha a usar a acupuntura), renomado em suas habilidades tanto diagnósticas como clínicas, em suas prescrições extremamente expressivas.
Assim, a Hipnose foi ganhando adeptos em várias partes do mundo

Fontes consultadas:

  1. worldhypnotismday.com/…
  2. www.daysoftheyear.com/…
  3. en.wikipedia.org/…
  4. whdireland.com/…
  5. www.transformationsolutions.com/…
  6. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3535

RSS/XML