Dia Estadual da Presença Espanhola em Pernambuco (26 de janeiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3636

Próxima Celebração "Dia Estadual da Presença Espanhola em Pernambuco": Sexta-Feira, 26 de Janeiro de 2018, : daqui 94 dias, 14:29:09-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia Estadual da Presença Espanhola em Pernambuco em 26 de janeiro de cada ano, é uma comemoração principalmente nas Escolas Públicas do Estado brasileiro do Pernambuco, que foi instituída pela Lei Nº 12.118 de 3 de dezembro de 2001.

De acordo com a Lei supracitada do Pernambuco, por ocasião das celebrações desse dia festivo, através das Secretarias Estaduais de Cultura e Educação do Pernambuco, o Poder Executivo pernambucano deverá promover a divulgação e as comemorações alusivas a esse dia celebrativo em todo o Estado e, especialmente, nas Escolas Públicas, podendo inclusive firmar Convênios de Cooperação Técnica com entidades Públicas e/ou Privadas, especialmente com o Governo da Espanha, visando o efetivo cumprimento do estabelecido na referida Lei já aqui mencionada.

Essa data comemorativa nas escolas públicas pernambucanas tem por fim, marcar a data da suposta visita do navegador espanhol, Vicente Iañez Pinzón, à enseada de Suape, localizada na encosta sul da atual cidade brasileira de Cabo de Santo Agostinho-PE, que a expedição espanhola teria denominado Cabo de Santa Maria da Consolação ou "Cabo de Santa Maria de la Consolación", e que, segundo vários historiadores, teria ocorrido em 26 de janeiro de 1500, 3 meses antes da chegada em Terras Brasilis do navegador Português, Pedro Álvares Cabral, quando o navegador espanhol ancorou suas naus num porto abrigado e de fácil acesso a pequenas embarcações, com 16 pés de fundo, segundo as indicações da sonda. A Espanha, claro, não reivindicou a descoberta, minuciosamente registrada por Pinzón, devido ao Tratado de Tordesilhas, assinado com Portugal.
Em homenagem ao seu "descobridor", a prefeitura e os governos já nomearam eventos e lugares do município com o seu nome, inclusive na entrada da cidade há um monumento homenageando o navegador, no intuito de dar as boas-vindas aos visitantes da cidade.

Para conhecimento, Cabo de Santo Agostinho é um município brasileiro do estado de Pernambuco. Pertence à zona sul da Mesorregião Metropolitana da cidade brasileira de Recife-PE, sendo, por conta disso, um dos integrantes da Região Metropolitana de Recife. Faz parte da Microrregião de Suape, e, juntamente com Ipojuca, concentra um dos maiores polos industriais do pernambucano, o Complexo Industrial de Suape. O município é um importante pólo turístico do estado de Pernambuco, com suas praias nacionalmente conhecidas.

A sede do município tem uma temperatura média anual de 24,4°C. Sendo a mata atlântica a vegetação nativa do município. 71,7% da população cabense vive na zona urbana do município, contando com 65 estabelecimentos de saúde. O IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] do lugar em 2010 era de 0,686, considerado médio, o que o colocava então como o 8º maior índice de IDH do Estado de Pernambuco. Oficialmente, seu povoamento se deu em 1536, quando as terras do atual território foram doadas aos nobres, após a expulsão dos franceses da cidade do Rio de Janeiro pelo colonizador português, Mem de Sá. Terminada a campanha, os nobres estabeleceram inúmeros engenhos, inclusive na região de Cabo de Santo Agostinho. Em 1593, as terras foram elevadas ao status de freguesia, devido à prosperidade proporcionada pela monocultura da cana-de-açúcar.
O município guarda um grande acervo histórico, cultural e religioso, como os antigos engenhos, que ajudaram a colocar Pernambuco no topo mundial da produção de açúcar no Século XVII. Engenhos antigos, como o Engenho Massangana, por exemplo, impulsionam hoje o turismo rural no estado, e revelam o contexto histórico da região, à mesma maneira que edificações como o Forte Castelo do Mar, construído pelos portugueses em 1631, no intuito de proteger os domínios da Coroa Portuguesa sobre a capitania.

Fontes consultadas:

  1. legis.alepe.pe.gov.br/…
  2. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3636

RSS/XML