Dia Estadual da Juventude Rural (16 de outubro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1635

Próxima Celebração "Dia Estadual da Juventude Rural": Terça-Feira, 16 de Outubro de 2018, : daqui 326 dias, 22:08:33-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O Dia Estadual da Juventude Rural em 16 de outubro de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro de Santa Catarina, que foi instituída pela Lei Nº 16.167 de 12 de novembro de 2013.

Conforme a Lei supracitada de Santa Catarina, essa data comemorativa poderá ser orientada para a realização e promoção de eventos e ações sociais, educacionais e culturais a ela alusivos, que contribuam para a valorização e inserção do jovem no meio rural, sua inclusão social e qualidade de vida.

Essa data festiva de catarinenses apoiou então uma celebração nascida em 2004 como "Dia da Juventude Rural" do Estado catarinense, a partir da iniciativa da FETAESC [Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado de Santa Catarina], Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Coordenação Estadual da Juventude de Trabalhadores Rurais e Juventude Rural Organizada do Estado catarinense, muito embora bem antes disso, a Lei Nº 11.696 de 8 de janeiro de 2001 tenha criado o "Dia Estadual do Jovem Agricultor" em Santa Catarina, visto que os dados estatísticos apontavam para o abandono da agricultura familiar, pois os jovens estavam abandonando o campo e partindo em busca de oportunidades na cidade.
Segundo o Projeto de Lei Nº 383.7 de 11 de dezembro de 2012, um levantamento de 2006 do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística] apontava que 29,5% dos jovens pobres estavam no meio rural e nessa época, cerca de 1,1 milhão de adolescentes permaneciam analfabetos no Brasil. Destes, mais de um milhão viviam no campo. E, ainda, mais de 45% das pessoas que viviam na miséria extrema eram crianças ou adolescentes. Somando-se a tudo isso, no Brasil o nível de escolaridade dos jovens rurais era então, 50% inferior ao dos jovens urbanos.

Na minha humilde opinião de pesquisador da área, tal qual o "Dia Nacional da Alimentação" no Brasil e outras celebrações afins, esse dia festivo de Santa Catarina tem por fim de fato, apoiar o "Dia Mundial da Alimentação" ou World Food Day", uma data celebrativa internacional que foi instituída pela Assembleia Geral da ONU [Organização das Nações Unidas] na Resolução 35/70 de 5 de dezembro de 1980, consolidando então uma celebração criada pela 20ª sessão da Conferência da FAO [Organização das Nações Unidas para a Agricultura e a Alimentação ou "Conference of the Food and Agriculture Organization of the United Nations"], para marcar a data da fundação da própria FAO, que foi constituída na cidade canadense de Quebec em 16 de outubro de 1945, e que em 1951 passou a ser sediada na cidade e capital italiana de Roma, por iniciativa do governo italiano, que então teria investido quatro milhões de dólares na construção da nova sede.
Em 2000, a FAO contava com 181 membros, sendo 180 países e a EU [União Europeia ou "European Union"].

Para conhecimento e conforme a Wikipédia, a Fao, que em francês se escreve "Organisation des Nations unies pour l'alimentation et l'agriculture", é uma organização das Nações Unidas, cujo principal objetivo é aumentar a capacidade da comunidade internacional para promover de forma eficaz e coordenada, o suporte adequado e sustentável para a Segurança Alimentar e Nutrição global no mundo em que vivemos.
Para isso, a FAO realiza programas de melhoria da eficiência na produção, elaboração, comercialização e distribuição de alimentos e produtos agropecuários, além de projetos que contribuam para a redução da pobreza rural e o crescimento econômico global.
Também é missão da FAO, preparar as nações em desenvolvimento para fazer frente a situações de emergência alimentar. Em certos casos, a FAO também presta socorro a populações famélicas (em situção de fome).
A FAO promove ainda, investimentos, conhecimentos e informações na agricultura e áreas relacionadas, além de contribuir para o aperfeiçoamento da produção agrícola e da criação de gado e a transferência de tecnologia aos países em desenvolvimento. Também fomenta a conservação dos recursos naturais, estimulando o desenvolvimento da pesca, piscicultura, a proteção dos ecosistemas florestais e as fontes de energia renováveis no mundo.
De acordo com a própria FAO, suas principais atividades são:

  • desenvolver assistência para países subdesenvolvidos e desenvolvidos;
  • promover o conhecimento e a informação sobre nutrição,alimentação, agricultura, silvicultura e pesca, e assuntos correlatos;
  • propor aconselhamento a governos; e
  • servir como um fórum neutro para discutir e formular políticas nos principais assuntos relacionados com a agricultura e a alimentação.

Fontes consultadas:

  1. carapicu.alesc.sc.gov.br/…
  2. 200.192.66.20/…
  3. ww2.alesc.sc.gov.br/…
  4. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1635

RSS/XML