Dia do Treinador Profissional (14 de janeiro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3576

Próxima Celebração "Dia do Treinador Profissional": Domingo, 14 de Janeiro de 2018, : daqui 82 dias, 14:36:12-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia do Treinador Profissional em 14 de janeiro de cada ano, é uma comemoração no Estado brasileiro do Rio de Janeiro, que foi estabelecida pela Lei Nº 1.670 de 13 de junho de 1990, e que foi ratificada pela Lei Nº 5.645 de 6 de janeiro de 2010, sendo também conhecida no Brasil, como "Dia do Treinador Profissional de Futebol" ou "Dia do Treinador de Futebol".

Apesar de inúmeros esforços e muitas pesquisas, ainda não me foi possível obter maiores explicações e porquês para a criação dessa data comemorativa do Estado dos cariocas. Mesmo assim, como esse dia festivo de cariocas também é conhecido no Brasil, como "Dia do Treinador Profissional de Futebol" ou "Dia do Treinador de Futebol", é possível que todos possam aproveitar a data para festejar de alguma forma, se considerarmos o ditado popular que afirma: "no fundo, todo brasileiro é um técnico de futebol".
No entanto, quando se pensa especificamente em treinador de futebol, essa profissão, que no Brasil só foi regulamentada no início da década de 1990 pela lei Nº 8.650 de 22 de abril de 1993, que então dispôs sobre as relações de trabalho do Treinador Profissional de Futebol no Brasil e deu outras providências, dando vida a uma proposta que vinha desde meados da década de 1980, quando foi apresentado o Projeto de Lei 7135 DE 1986 no Congresso Nacional brasileiro, para uma profissão que requer muito mais do que apenas escalar um time. Nos desportos, um treinador ou técnico é o indivíduo responsável pela coordenação e direção das atividades de uma equipe ou de apenas um atleta. O treinamento exige o conhecimento de táticas e estratégias de jogo e também de competição, normalmente envolvendo a elaboração de esquemas, substituição de jogadores e outras ações dentro e fora do campo ou quadra. A grande maioria dos treinadores é de ex-jogadores, tendo ou não formação acadêmica.

De acordo com essa 1ª regulamentação brasileira, é considerado empregador a associação desportiva ou clube de futebol quando, mediante qualquer modalidade de remuneração, utilizar os serviços de Treinador Profissional de Futebol, na forma definida na referida Lei; e é considerado empregado o Treinador Profissional de Futebol quando, especificamente contratado por clube de futebol ou associação desportiva, com a finalidade de treinar atletas de futebol profissional ou amador, ministrando-lhes técnicas e regras de futebol, com o objetivo de assegurar-lhes conhecimentos táticos e técnicos suficientes para a prática desse esporte, estabelecendo como direitos do Treinador Profissional de Futebol: ampla e total liberdade na orientação técnica e tática da equipe de futebol; apoio e assistência moral e material assegurada pelo empregador, para que possa bem desempenhar suas atividades; e exigir do empregador o cumprimento das determinações dos órgãos desportivos atinentes ao futebol profissional; e como deveres do Treinador Profissional de Futebol: zelar pela disciplina dos atletas sob sua orientação, acatando e fazendo acatar as determinações dos órgãos técnicos do empregador; e manter o sigilo profissional.

Fontes consultadas:

  1. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  2. www.viana.es.gov.br/…
  3. www.planalto.gov.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3576

RSS/XML