dia do serviço de Saúde do Exército (27 de maio)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1725

Próxima Celebração "dia do serviço de Saúde do Exército": Domingo, 27 de Maio de 2018, : daqui 221 dias, 05:04:35-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

O dia do serviço de Saúde do Exército em 27 de maio de cada ano, é uma comemoração militar brasileira, que tem sido festejada no Exército do Brasil.

Essa data comemorativa de militares trasileiros tem por fim, marcar a data do aniversário do nascimento do militar, médico, professor, escritor, historiador e diplomata brasileiro com patente de general, João Severiano da Fonseca, que veio ao mundo em 27 de maio de 1936, e que foi agraciado com o título de Patrono do Serviço de Saúde do Exército do Brasil, conforme Decreto-Lei Nº 2.497 de 16 de agosto de 1940 e [ratificado pelo Decreto Nº 51.429 de 13 de março de 1962], por ele haver prestado ao Exército os mais assinalados serviços durante sua carreira de médico militar, tanto na paz como na guerra, consagrando à saúde do soldado brasileiro todos os seus esforços e os maiores sacrifícios.

Por exemplo, João Severiano da Fonseca,ainda estudante do 3º ano de medicina, atuou durante a epidemia de cólera ocorrida na cidade e então capital brasileira do Rio de Janeiro-RJ em 1855, pelo que foi condecorado pelo então Imperador do Brasil, Dom Pedro II, com a "Comenda da Ordem da Rosa" no grau de Cavaleiro; depois de haver servido como 2º Tenente-Cirurgião do Corpo de Saúde do Exército no Hospital Militar da Guarnição da Corte, atual HCE [Hospital Central do Exército] do Rio de Janeiro, participou da "Campanha do Uruguai", seguindo para a "Campanha da Tríplice Aliança", onde demonstrou elevada capacidade técnica, alto comprometimento e grande competência militar, tendo sido o único oficial do Corpo de Saúde a ser agraciado com a comenda de "Oficial da Imperial Ordem do Cruzeiro", por essa sua brilhante participação no conflito.
Integrou, ainda como médico, a Comissão de Limites da Bolívia, serviu no Hospital Militar do Andaraí, chefiou a Enfermaria da Escola Militar da Praia Vermelha e foi o 1º Diretor do Hospital Central do Exército.

Ao ser promovido a General de Brigada, em 1º de maio de 1890 foi nomeado Inspetor- Geral do Serviço Sanitário [atual Diretor de Saúde] do Exército do Brasil. Nesse cargo, implementou medidas de reestruturação no Serviço de Saúde, fundamentais no apoio à "Campanha de Canudos", para a qual foram mobilizados 43 oficiais médicos e 9 oficiais farmacêuticos, além de significativo aporte de material sanitário.

João Severiano também foi o 1º militar a integrar como membro efetivo, a Academia Imperial de Medicina; integrou o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro, em decorrência de trabalhos realizados nas áreas de geografia, história, poesia, literatura e etnologia; foi senador da República em 1891; e integrou o Conselho Superior Militar de Justiça do Brasil. Ele terminou sua carreira no posto mais alto do Serviço de Saúde do Exército, trabalhando até o dia de sua morte, que ocorreu em 7 de novembro de 1897.
Para conhecimento, a rede assistencial do Exército Brasileiro está estruturada em 420 Seções de Saúde instaladas em organizações militares da Força, 28 Postos Médicos de Guarnição, 4 Policlínicas Militares, 11 Hospitais de Guarnição, 6 Hospitais Gerais, 6 Hospitais Militares de Área, o Hospital Central do Exército, o Centro de Recuperação de Itatiaia, o Hospital Escolar da Academia Militar das Agulhas Negras, a Odontoclínica Central do Exército, o Laboratório Químico Farmacêutico do Exército, o Instituto de Biologia do Exército e o Hospital de Campanha. Há que se registrar, também, a Escola de Saúde do Exército e o Destacamento de Saúde Paraquedista, encarregados da formação e adestramento operacional de pessoal de Saúde.

Hoje o Serviço de Saúde do Exército do Brasil atua nas áreas de medicina preventiva, medicina assistencial, medicina operacional, medicina pericial, medicina administrativa e medicina de ensino e pesquisa dentro e fora do território brasileiro, com o fim de alcançar e manter a higidez dos militares da Força Terrestre e também de assistir a família militar e, quando determinado, asistir também a população civil brasileira, principalmente em áreas inóspitas, onde na maioria das vezes, as Forças Armadas são a única presença do Estado Brasileiro.

Para isso, o Sistema de Saúde do Exército brasileiro tem empreendido todos os esforços possíveis no sentido de qualificar técnica e profissionalmente os seus quadros; incorporar novas tecnologias para diagnósticos e tratamentos especializados em suas Unidades; observar os ditames éticos e legais vigentes; e reformular os procedimentos gerenciais, para a melhoria da assistência médico-hospitalar, odontológica e laboratorial.

Fontes consultadas:

  1. www2.camara.leg.br/…
  2. www2.camara.leg.br/…
  3. www.eb.mil.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1725

RSS/XML