Dia do Início da Semana dos Municípios da Região Metropolitana do Estado (23 de outubro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1741

Próxima Celebração "Dia do Início da Semana dos Municípios da Região Metropolitana do Estado": Segunda-Feira, 23 de Outubro de 2017, : daqui 5 dias, 05:03:44-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

A Semana dos Municípios da Região Metropolitana do Estado com início em 23 de outubro, é uma comemoração legislativa até 27 de outubro de cada ano no Estado brasileiro do Rio de Janeiro, que foi estabelecida pela Resolução Legislativa Nº 118 de 11 de setembro de 1995 da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro.

De acordo com a Resolução Legislativa acima citada, durante essa semana comemorativa deverão ser promovidos na Assembleia Legislativa [obedecida a norma regimental], seminários, palestras e exposições alusivas às atividades sócio-econômicas, culturais e sobre os problemas dos municípios brasileiros de: Belford Roxo, Duque de Caxias, Guapimirim, Itaboraí, Itaguaí, Japerí, Magé, Mangaratiba, Maricá, Nilópolis, Niterói, Nova Iguaçu, Paracambi, Queimados, Rio de Janeiro, São Gonçalo e São João de Meriti.

Para conhecimento, a Região Metropolitana do Rio de Janeiro [também conhecida como Grande Rio], foi instituída pela Lei Complementar Nº 20 de 1 de julho de 1974, após a fusão dos antigos estados brasileiros do Rio de Janeiro e da Guanabara, unindo as então regiões metropolitanas do Grande Rio Fluminense e da Grande Niterói.
Com 11.812.482 habitantes segundo estimativa de 2008 do IBGE [Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística], é a 2ª maior área metropolitana do Brasil, 3ª da América do Sul e 20ª maior do mundo, levando em conta o Censo de 2010.

Ao longo dos anos, os limites da Grande Rio sofreram alterações, com a exclusão dos municípios de Petrópolis-RJ e São José do Vale do Rio Preto-RJ em 1993, Itaguaí-RJ e Mangaratiba-RJ em julho de 2002 e Maricá-RJ em outubro de 2001, que também faziam parte da RM, conforme a 1ª legislação. Em outubro de 2009, Itaguaí e Maricá foram reincorporadas na Grande Rio. Também há projetos para reanexar Petrópolis-RJ a região, pois a cidade está ligada a capital por laços políticos, além de concentrar grande avanço econômico, contendo uma das maiores economias e IDH [Índice de Desenvolvimento Humano] do estado.

Em dezembro de 2013, os municípios de Rio Bonito-RJ e Cachoeiras de Macacu-RJ foram incorporados à Região Metropolitana do Rio de Janeiro, devido a localização do COMPERJ [Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro], sediado no norte de Itaboraí-RJ, próximo aos limites com as duas cidades. Com a inclusão, o número de municípios da RM passou para 21 cidades que incluem: Belford Roxo-RJ, Cachoeiras de Macacu-RJ, Duque de Caxias-RJ, Guapimirim-RJ, Itaboraí-RJ, Itaguaí-RJ, Japeri-RJ, Magé-RJ, Maricá-RJ, Mesquita-RJ, Nilópolis-RJ, Niterói-RJ, Nova Iguaçu-RJ, Paracambi-RJ, Queimados-RJ, Rio Bonito-RJ, Rio de Janeiro-RJ, São Gonçalo-RJ, São João de Meriti-RJ, Seropédica-RJ e Tanguá-RJ.

Há muitos anos a RM congrega o 2º maior pólo industrial do Brasil, contando com refinarias de petróleo, indústrias da construção naval, metalúrgicas, petroquímicas, gás-químicas, siderúrgicas, têxteis, gráficas, editoriais, farmacêuticas, de bebidas, cimenteiras e moveleiras. No entanto, as últimas décadas atestaram uma nítida transformação em no perfil econômico da Grande Rio, que cada vez mais, vem adquirindo características de um grande pólo nacional de negócios e serviços.

Por exemplo, a RM reúne os principais grupos nacionais e internacionais do setor naval e os maiores estaleiros do Brasil e do estado, que detém cerca de 90% da produção de navios e de equipamentos offshore no país.
Já no setor de petróleo, verifica-se um arranjo consentâneo de mais de 700 empresas, que inclui as maiores do Brasil, entre elas Petrobras [Petróleo Brasileiro S/A],, YPF [Depósitos Petrolíferos Fiscais ou "Yacimientos Petrolíferos Fiscales"] da Argentina, Shell, Esso, Ipiranga, Chevron Texaco e El Paso. A maioria delas mantém centros de pesquisa espalhados por todo o estado produzindo juntas mais de 4/5 do petróleo e dos combustíveis distribuídos nos postos de serviço de todo o território nacional brasileiro. É por isso que a Região Metropolitana do Rio de Janeiro ostenta um PIB [Produto Interno Bruto] de R$172,563 bilhões, constituindo o 2º maior pólo de riqueza nacional no Brasil; concentra 70% da força econômica do estado; e detém 8,04% de todos os bens e serviços produzidos no país.

Para se entender um pouco a envergadura da região, o PDA-RMRJ [Plano Diretor de Abastecimento de água da Região Metropolitana do Rio de Janeiro] foi elaborado pela CEDAE [Companhia Estadual de Águas e Esgotos do Rio de Janeiro], sob a coordenação técnica do engenheiro hidráulico e sanitarista brasileiro, Jorge Paes Rios, tendo contado então com a participação de 110 profissionais de nível superior.

Fontes consultadas:

  1. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  2. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/1741

RSS/XML