Dia do Início da Semana da Região Serra Verde Imperial dos Colonizadores e seus Descendentes (1ª semana de julho)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/756

Próxima Celebração "Dia do Início da Semana da Região Serra Verde Imperial dos Colonizadores e seus Descendentes": Segunda-Feira, 2 de Julho de 2018, : daqui 219 dias, 14:45:31-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 3 minutos.

A Semana da Região Serra Verde Imperial dos Colonizadores e seus Descendentes na 1ª semana de julho, é uma comemoração móvel do Estado brasileiro do Rio De Janeiro, que foi instituída pela Lei Nº 6.665 de 8 de janeiro de 2014, pela qual se alterou a Lei Nº 5.645 de 6 de janeiro de 2010, cuja data do início das celebrações pode ocorrer entre os dias 1 de julho e 7 de julho de cada ano no calendário gregoriano.

De acordo com a Lei do Estado dos cariocas acima citada, essa semana comemorativa do Estado do Rio de Janeiro é dedicada às localidades brasileiras de Petrópolis-RJ, Teresópolis-RJ, Nova Friburgo-RJ, Cachoeiras de Macacu-RJ, Guapimirim-RJ, Três Rios-RJ, Comendador Levy Gasparian-RJ, Areal-RJ, Magé-RJ e São José do Vale do Rio Preto-RJ com suas características europeias, por conta da presença alemã, austríaca, espanhola, húngara, italiana, portuguesa e suíça, além de japoneses, libaneses e pan-africanos que fazem parte da história desses lugares.

Para conhecimento, a Serra Verde Imperial no Estado dos cariocas reserva um conjunto de atrações para todos os gostos. O clima ameno, a natureza exuberante e a gastronomia do lugar, tornam a região num local perfeito para quem busca paz e tranquilidade.

Por conta da imigração, as marcas da colonização europeia estão presentes em diversas partes da Serra Verde Imperial e são refletidas nas construções das casas, no comércio e em diversos pontos turísticos do lugar.

A região é bastante conhecida pela produção de cervejas artesanais e pelos festivais ligados ao cultivo da bebida. É possível encontrar em seus municípios, dezenas de cervejarias que proporcionam aos turistas degustações e visitação aos processos de produção.

Os municípios da Serra Verde Imperial incluídos no Inventário da Oferta Turística do Rio de Janeiro são:

  • Petrópolis, distante apenas 1h do Rio de Janeiro e mais ou menos 59 quilômetros da Capital, com suas várias atrações históricas, como a Catedral de São Pedro de Alcântara, onde estão os restos mortais de Dom Pedro II, Dona Teresa Cristina, Conde d’Eu e Princesa Isabel; o Museu Imperial, instalado no palácio onde Dom Pedro II e Dona Teresa Cristina passavam o verão; o Palácio de Cristal, o Museu Casa de Santos Dumont e a Rua Teresa, que tem mais de 900 lojas.
  • Teresópolis, distante cerca de 87 quilômetros e 1h:45 minutos do Rio de Janeiro, com suas atrações para todos os gostos, excelente clima, natureza rica, exuberante e preservada no Parque Nacional da Serra dos Órgãos, uma maravilhosa rede hoteleira e uma feirinha onde é possível comprar peças de artesanato, roupas, brinquedos artesanais e muito mais, além de sediar a Granja Comary, local de treinamento da seleção brasileira de futebol.
  • Nova Friburgo, cerca de 2:30 minutos e 131 quilômetros da capital carioca, onde se pode saborear fondues e racletts, num dos inúmeros restaurantes da cidade, e não se pode deixar de conhecer ainda, a Queijaria Suíça, pois a colonização suíça e alemã deixou fortes marcas na arquitetura e na gastronomia do lugar, que é conhecido como a suíça brasileira, tendo como atrativo natural a Furnas do Catete onde está localizada a Pedra do Cão Sentado.
  • Cachoeiras do macacu, distante cerca de 97 quilômetros da capital, que atualmente, tem se convertido numa atração para os praticantes do trekking, do montanhismo, do rapel e de outras modalidades de esportes radicais e de ecoturismo, sendo que parte do seu território encontra-se situado nos limites do Parque Estadual dos Três Picos, respondendo Cachoeiras de Macacu por 66% da área da unidade de conservação, além de também contar com outras importantes unidades de conservação, como a Reserva Ecológica de Guapiaçu em terras particulares e a área de proteção ambiental do Rio Macacu, e dispor ainda de várias belezas naturais, como a Pedra do Faraó, a Pedra do Oratório, a Pedra da Mariquita, Mulher de Pedra, e a Pedra do Colégio (o símbolo da cidade) e dezenas de quedas d'água de extraordinária beleza, como o Tenebroso, Sete Quedas, Barba, Samambaia, Chapadão e Furna da Onça.

Fontes consultadas:

  1. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  2. alerjln1.alerj.rj.gov.br/…
  3. www.inventarioturistico.uff.br/…
  4. riomais20setur.wordpress.com/…
  5. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/756

RSS/XML