Dia da Cerimônia "Tooru Nagashi" (2 de novembro)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3202

Próxima Celebração "Dia da Cerimônia "Tooru Nagashi": Sexta-Feira, 2 de Novembro de 2018, : daqui 342 dias, 14:45:19-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 1 minuto.

O Dia da Cerimônia "Tooru Nagashi" em 2 de novembro de cada ano, é uma comemoração da cidade brasileira de Registro-SP, que foi ratificada pela Lei Nº 3.708 de 4 de janeiro de 1983 do Estado de São Paulo, e que, desde 1955, tem sido realizada todos os anos no "Dia de Finados" ou "Dia de todos os Fiéis defuntos" neste município do interior paulista, em cuja 1ª Cerimônia "Tooru Nagashi", foram soltos sete tooros em homenagem a sete vitimas de afogamento, que foram: o viajante japonês, e as vítimas das famílias Hajime Yoshimoto, Tomeji Musha e Teizo Akune e outros.

Para conhecimento, o Tooro Nagashi é uma cerimônia em homenagem aos mortos, tradicionalmente realizada em várias regiões do Japão. O evento ocorre ao anoitecer do último dia de finados (no Japão são 3 dias), quando, os participantes soltam barquinhos (tooros) contendo velas acesas e os nomes do antepassados falecidos em águas de rios ou de mares. O Tooro Nagashi mais famoso do Japão é o Nagasaki. A data do evento pode variar de acordo com a região. Há localidades em que a soltura dos barquinhos acontece durante o Tanabata, uma das maiores festas populares do Japão.

Na cidade de Registro, atualmente, são soltos milhares de tooros no Rio Riveira. A escuridão das águas reflete as luzes coloridas dos barquinhos, levando as almas dos antepassados. No céu, os fogos de artifício iluminam a noite, proporcionando uma paisagem de sonhos que emocionam a multidão.

Atualmente, a cerimônia do Tooro Nagashi de Registro é ecumênica, e conta com a participação de adeptos de Nichirenshu do Brasil, Registro Honganji, Igreja Católica, Seicho-no-Iê, Igreja Episcopal, Igreja Messiânica, Omotokyo e Sokagakkasi. As orações são dirigidas a todos os antepassados e não apenas às vítimas de afogamento.

Na noite de 2 de Novembro, antes de soltar os Tooros, dois jovens batem taiko (tambores japoneses) de dentro de um barco, para a purificação das águas do rio. Depois os barquinhos começam a ser colocados um a um, colorindo as águas e proporcionando um espetáculo indescritível em homenagem aos antepassados.

Fontes consultadas:

  1. www.al.sp.gov.br/…
  2. www.bunkyoregistro.com.br/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/3202

RSS/XML