Dia Brasiliense pela Paz Mundial (6 de agosto)

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/946

Próxima Celebração "Dia Brasiliense pela Paz Mundial": Segunda-Feira, 6 de Agosto de 2018, : daqui 255 dias, 22:09:17-02:00.
Tempo médio de leitura para essa data comemorativa: ± 2 minutos.

O Dia Brasiliense pela Paz Mundial em 6 de agosto de cada ano, é uma comemoração do Distrito Federal brasileiro, que foi criada pela Lei Nº 2.685 de 19 de janeiro de 2001, quando se deverá lembrar a importância da manutenção da paz mundial em todos os níveis.

DE acordo com a Lei supracitada do Distrito Federal, por ocasião dessa data celebrativa, as Organizações não-Governamentais afins, poderão conceder diploma de "Cidadão Brasiliense Defensor da Paz Mundial" às pessoas que, com suas ações, tenham contribuído de modo relevante para a manutenção da paz nos níveis local, nacional e internacional. (Artigo mantido pela Câmara Legislativa do Distrito Federal após veto parcial do Governador do Distrito Federal [Publicado no Diário Oficial do Distrito Federal de 26 de março de 2001]).

Essa data comemorativa do Distrito Federal do Brasil tem por fim, marcar a data da explosão da Bomba atômica que foi detonada pelos norte-americanos em 6 de agosto de 1945 contra a cidade japonesa de Hiroshima, durante a 2ª Guerra Mundial.

Para conhecimento, o Bombardeamento da cidade japonesa de Hiroshima foi um ataque nuclear ocorrido no final da 2ª Guerra Mundial contra o Império do Japão, pela ação da Força Aérea dos Estados Unidos da América e a partir da ordem do então presidente norte-americano, Harry S. Truman.
Após 6 meses de intenso bombardeio em 67 outras cidades japonesas, a bomba atômica "Little Boy" caiu sobre Hiroshima numa segunda-feira. 3 dias mais tarde, no dia 9 de agosto de 1945, a Bomba Atômica "Fat Man" caiu sobre a cidade de Nagasaki. Historicamente, estes são até agora os únicos ataques onde se utilizaram armas nucleares.
As estimativas do primeiro massacre por armas de destruição em massa sobre uma população civil, apontam para um número total de mortos a variar entre 140 mil em Hiroshima e 80 mil em Nagasaki, sendo que algumas estimativas são consideravelmente mais elevadas, quando se contabilizam mortes posteriores, devido à exposição à radiação.
A maioria dos mortos eram civis.
As explosões nucleares, a destruição das duas cidades e as centenas de milhares de mortos em poucos segundos, teriam levado o Império do Japão à rendição incondicional em 15 de agosto de 1945, com a subseqüente assinatura oficial do armistício, ocorrida em 2 de setembro desse mesmo ano na baía de Tóquio, marcando o fim oficial da 2ª Guerra Mundial.
O papel dos bombardeios atômicos na rendição do Japão, assim como seus efeitos e justificações, foram submetidos a muito debate.
Entre os estadunidenses, o ponto de vista mais aceito é o de que os bombardeios terminaram a guerra meses mais cedo do que haveria acontecido noutro panorama, salvando muitas vidas que teriam sido perdidas em ambos os lados, se tivesse ocorrido de fato a invasão planejada do Japão.

Fontes consultadas:

  1. www.sinj.df.gov.br/…
  2. pt.wikipedia.org/…

Para dúvidas, críticas, sugestões, reclamações, convites e outros assuntos, por favor, Entre em contato

Licença Creative Commons, para reproduzir tem que citar fonte com link. URL curta: http://datas.blog/946

RSS/XML